Facebook da MEF - Missao Esperanca e Fé
Twitter da MEF - Missao Esperanca e Fé
Google da MEF - Missao Esperanca e Fé

BLOG

HOME/Blog

07
out
2016

Adolescente abandona o Islã após ouvir a voz de Deus: “Ele me recebeu como eu estava”

POR Cauê Ribeiro
Compartilhe:

745177749-cristaos-em-igrejas-clandestinas

Mehdi costumava seguir os passos de seu pai, que não era um mulçumano devoto, pois ele amava mais o dinheiro do que a fé. Ele foi criado em um lar no Irã e foi ensinado que o dinheiro pode comprar amigos, respeito e satisfação.

No entanto, Mehdi tentou ser um bom muçulmano para ganhar a paz de espírito, apesar de achar difícil. “Às vezes eu tentava fazer minhas orações regularmente, mas vivia esquecendo e acabava dormindo sem orar, ou então saía com meus amigos”, ele lembra. “Como muçulmano, muitas vezes, eu tinha a sensação de que eu estava falhando em muitos aspectos”, contou.

Um dia, Mehdi pensou: “Eu não sou um bom muçulmano, o que significa que não vou para o céu. Então, o que devo fazer?”. Mais tarde, uma voz interior, vinda de Deus, o respondeu: “Vá e descubra mais sobre o Cristianismo“.

Uma ideia diferente começou a invadir a sua mente. Ele perguntou a si mesmo: “Por que eu estaria interessado no cristianismo, quando sei que ser cristão é um grande perigo no Irã? Por que eu iria me arriscar à prisão ou à morte, quando estou tendo uma boa vida?”

Ele tentou esquecer o pensamento, mas não conseguiu. Ele tentou visitar algumas igrejas para saber mais sobre o cristianismo, mas foi rejeitado nas primeiras por medo de ele ser um agente do governo.

A conversão

Mehdi finalmente encontrou aceitação em uma igreja “clandestina”. Pela primeira vez, ele viu o que acontece durante o culto. “A sensação que tive quando entrei na igreja foi algo que eu nunca senti antes”, disse.

Após o culto, o pastor se aproximou dele e o convidou para sua casa, onde eles conversaram sobre o céu. O pastor explicou o conceito do céu cristão, dizendo que é um lugar onde o espírito do homem fica totalmente em paz com o seu Criador.

Mehdi foi surpreendido. “No Islã, o céu é um lugar onde você pode ter todos os tipos de coisas que você não teve na terra – diferentes tipos de mulheres para a sua satisfação, vinho, etc. Eu não tinha ouvido falar sobre a ideia cristã do céu antes, mas de alguma forma, suas palavras sobre o céu fizeram todo o sentido para mim”, ressaltou.

O pastor também disse a ele sobre Deus, como um Pai amoroso, alguém que o conhecia como pessoa. Mehdi disse que percebeu que o Deus cristão era muito diferente de Alá, que parecia longe e que fica irritado com coisas pequenas. “O Deus cristão me recebeu como eu estava. Ele me criou com minhas fraquezas. Ele até usou minhas fraquezas para que eu fosse mais parecido com ele. Esta era uma das grandes diferenças: não era um deus que me puniria por qualquer coisa pequena”, disse.

Depois da conversa, ele finalmente se converteu ao cristianismo. Seus pais não ficaram satisfeitos com sua decisão, mas isso não chegou a ser um problema. Mehdi decidiu deixar o Irã não por causa do medo de sua segurança, mas pela segurança de seus pais, que estariam em apuros por permitir que seu filho deixasse o Islã e se convertesse ao cristianismo.

“Eu tinha 18 anos quando saí de casa. Agora tenho 27 e não voltei para o Irã desde então. Eu não vejo minha família há 10 anos. É um grande sacrifício. Apesar de tudo, eu sou, sem dúvida, feliz e agradecido”, finalizou Mehdi.

Fonte: Guia-me

CONFIRA NOSSOS EVENTOS

COMENTE

VEJA TAMBÉM

CONFIRA NOSSOS EVENTOS

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com