Facebook da MEF - Missao Esperanca e Fé
Twitter da MEF - Missao Esperanca e Fé
Google da MEF - Missao Esperanca e Fé

BLOG

HOME/Blog

16
nov
2017

Crise centro-africana ganha atenção da ONU

POR Cauê Ribeiro
Compartilhe:

Desde 2012, a violência entre radicais aumentou e o país ganhou a atenção de autoridades internacionais

 

 

 

O secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), Antonio Guterres, viajará para a República Centro-Africana na próxima semana para chamar atenção para uma “crise esquecida” pelo mundo. Ela têm sido um fardo pesado para os trabalhadores humanitários e as forças de paz da ONU. A visita acontecerá já que, como declarou publicamente um coordenador da ONU, a precária situação da segurança na República Centro-Africana levou pelo menos dez crianças à morte.

Segundo o coordenador, não há assistência humanitária no país. “Eu ouvi – mas não consegui confirmar – que, até agora, dez crianças morreram de desnutrição. Porém, enquanto não houver ajuda humanitária presente na nação, é difícil confirmar o fato”, disse Najat Rochdi. Apesar da desnutrição generalizada em crianças com menos de cinco anos de idade, a falta de fundos já forçou os trabalhadores humanitários a reduzir a ajuda alimentar pela metade e, em alguns lugares, interrompê-la completamente.

O número de deslocados subiu 50%, chegando a 600 mil em 2017, além dos 500 mil que fugiram para países vizinhos. Rochdi informou que cerca de 400 mil crianças não estão frequentando a escola.

O chefe da ONU esteve na capital Bangui na terça-feira, 24 de outubro, dia das Nações Unidas, e viajará para Bangassou, que tem sido cenário de intensificação da violência desde maio. “A República Centro-Africana está muito longe da atenção da comunidade internacional”, disse Guterres em entrevista recente à imprensa francesa, acrescentando: “O nível de sofrimento dos que vivem no país está crescendo e as forças de paz merecem nossa solidariedade e atenção”.

A crise começou no final de 2012, quando o grupo radical muçulmano Seleka tomou o poder em uma campanha caracterizada por violência generalizada em que cristãos são o principal alvo.

Pedidos de oração

  • Ore pela Igreja Perseguida centro-africana. Agradeça ao Senhor pelos seus filhos que vivem na nação e perseveram na fé apesar das dificuldades.
  • Interceda pelos governantes do país. Peça por sabedoria para que saibam receber a ajuda e o apoio da ONU.
  • Louve a Deus pelos trabalhadores que se importam com a população da República Centro-Africana. Coloque-os em oração.

Fonte: Portas Abertas

CONFIRA NOSSOS EVENTOS

COMENTE

VEJA TAMBÉM

CONFIRA NOSSOS EVENTOS

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com