Facebook da MEF - Missao Esperanca e Fé
Twitter da MEF - Missao Esperanca e Fé
Google da MEF - Missao Esperanca e Fé

BLOG

HOME/Blog

19
out
2016

Cristãos são proibidos de possuir bíblias, no Uzbequistão

POR Abraão Medeiros
Compartilhe:

As igrejas domésticas são frequentemente invadidas no Uzbequistão e os cristãos podem ser multados ou presos por qualquer motivo.

3297157947-biblias-uzbequistao

Crentes lendo a Bíblia durante um culto, em Tbilisi, 28 de agosto de 2011. (Foto: Reuters)

 

Um número crescente de cristãos no Uzbequistão está sendo punido simplesmente porque têm uma Bíblia ou algum outro tipo de literatura cristã em casa.

A Missão Internacional Portas Abertas está pedindo aos cristãos de todo o mundo que orem por aqueles que vivem sob a dura ditadura da Ásia Central.

Stanislav Kim foi condenado a dois anos de trabalhos forçados em Urgench, porque foram encontrados livros cristãos em sua casa.

Ele está agora detido em prisão domiciliar, vivendo em casa com restrições para sair, além de ter um quinto do seu salário confiscado pelo Estado.

Esta é a segunda vez que Kim, um cristão batista da região nordeste do país, em Khorezm, foi condenado por este “crime”, de acordo com a Portas Abertas.

Meses atrás, um presbiteriano da capital Tashkent, também foi multado por guardar literatura cristã em sua casa. O livro foi entregue ao Conselho Muçulmano, que é apoiado pelo Estado. Um processo criminal contra ele por uso “ilegal” de computadores começou no mês passado.

Em Zarafshan, uma cidade central do Uzbequistão, um pastor batista e sua esposa também foram multados porque tinham bíblias e livros com músicas cristãs em sua casa. Os exemplares também foram confiscados pelo estado.

Em Surkhandarya, uma região no sudeste do país, quatro batistas também foram punidos quando tiveram seus livros cristãos descobertos e confiscados durante uma busca ilegal em suas casas. Funcionários do governo ordenaram a destruição de duas Bíblias, além de outros livros e CD’s. As autoridades alegaram que um dos livros era proibido porque poderia ser usado para espalhar a fé cristã. Eles também afirmaram que os batistas são proibidos de morar e exercer seu ministério na região, porque eles não têm inscrição junto ao Estado.

“Por favor, orem pelos cristãos no Uzbequistão”, disse uma fonte local à Portas Abertas. “Está ficando cada vez mais difícil pregar o evangelho com o uso da literatura cristã”.

No Uzbequistão a principal religião é o islamismo e pouco mais de 300 mil pessoas – de uma população de 30 milhões – são cristãs. O país está classificado na 15ª posição da lista da Portas Abertas sobre os países com índice de perseguição religiosa mais intensa.

A Igreja Ortodoxa Russa é tolerada no Uzbequistão, mas outras denominações (protestantes, por exemplo) são vistas como seitas que visam destruir o sistema político.

As igrejas domésticas são frequentemente invadidas e os cristãos podem ser multados por qualquer motivo, que vai desde de possuir uma Bíblia em casa a ter uma música cristã em seu celular.

Aqueles que se convertem do islamismo para o cristianismo sofrem perseguição ainda maior no país, segundo relatórios da Missão Portas Abertas.

Fonte: Guia-me

CONFIRA NOSSOS EVENTOS

COMENTE

VEJA TAMBÉM

CONFIRA NOSSOS EVENTOS

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com