Facebook da MEF - Missao Esperanca e Fé
Twitter da MEF - Missao Esperanca e Fé
Google da MEF - Missao Esperanca e Fé

BLOG

HOME/Blog

06
set
2016

Proibição de evangelismo na Rússia resulta na prisão de mais um pastor

POR Cauê Ribeiro
Compartilhe:

O líder cristão Sergei Zhuravlyov foi preso sob a acusação de evangelizar em público. A lei assinada pelo presidente russo Vladimir Putin proíbe a evangelização em qualquer lugar fora de uma igreja.

441803578-policia-da-russia

Um líder cristão foi preso na Rússia sob as novas leis ‘anti-evangelismo’ do país. O fato aconteceu dias depois de um missionário norte-americano ser condenado e multado por realizar estudos bíblicos em sua casa.

De acordo com o site The Moscow Times, o pastor Sergei Zhuravlyov, da Igreja Reformada Ortodoxa Ucraniana de Cristo, foi preso enquanto pregava na cidade de São Petersburgo. Ele foi acusado de “violar uma disposição da legislação anti-terrorista russa, que proíbe a atividade missionária ilegal”.

Sergei foi libertado mais tarde sob fiança e está aguardando uma audiência.

A legislação o acusou de infringir uma lei aprovada pelo presidente Vladimir Putin no dia 6 de julho, que entrou em vigor duas semanas depois da assinatura. Sob a nova lei, conhecida como “pacote Yaroyava”, igrejas domésticas são vistas como atividades ilegais. A evangelização também é proibida em qualquer lugar fora de uma igreja registada ou local religioso, incluindo casas particulares ou de forma online.

Somente usuários com o nome de organizações religiosas estão autorizados a compartilhar sua fé. Até mesmo o testemunho informal entre os indivíduos é proibido. Os críticos estão tentando sufocar a liberdade religiosa com o pretexto de reprimir o terrorismo.

Sergei Ryakhovsky, chefe das Igrejas Protestantes da Rússia, escreveu a Putin anteriormente, com outros líderes evangélicos, pedindo-lhe para não apoiar a lei. Eles argumentaram que a lei “viola os direitos humanos e a liberdade fundamental no que diz respeito à liberdade religiosa”.

Na semana passada, foi relatado que as primeiras vítimas da nova legislação foram condenadas e multadas. O pregador batista Donald Ossewaarde, um cidadão dos Estados Unidos, foi multado em 40 mil rublos (mais de 1.980 reais) por causa da realização de cultos religiosos em sua casa.

Em Moscou, o cidadão de Gana Ebenezer Tuah, que dirige a igreja “Christ Embassy”, foi preso e multado em 50 mil rublos depois que a polícia invadiu um sanatório onde ele estava realizando batismos.

Fonte:Christian Today

CONFIRA NOSSOS EVENTOS

COMENTE

VEJA TAMBÉM

CONFIRA NOSSOS EVENTOS

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com